Blog

Buscar

A DIFÍCIL SEMANA DE UMA BALEIA AZUL


“A avaliação de riscos e a definição de áreas prioritárias são de grande importância para espécies ameaçadas. O presente estudo teve como objetivo avaliar os fatores ambientais de seleção de habitat, áreas prioritárias para conservação e sobreposição com o tráfego de embarcações no norte da Patagônia Chilena, importante área de alimentação das baleias-azuis (Balaenoptera musculus). Os resultados do estudo apontam claramente as áreas específicas onde as ações de gestão são urgentemente necessárias, principalmente considerando o número indeterminado de colisões e os níveis de exposição ao ruído da região. Esta animação foi criada a partir dos dados de satélite e demonstram a dificuldade de uma baleia azul em se locomover dentro de uma área com grande tráfego de embarcações. O ponto azul é uma baleia em sua área de alimentação, tentando coexistir com as embarcações e constantemente evitando o tráfego pesado de navios e barcos no Golfo de Ancud, durante o período de 22 a 29 de março de 2019.” Título: Defining priority areas for blue whale conservation and investigating overlap with vessel traffic in Chilean Patagonia, using a fast-fitting movement model. Autores: Luis Bedriñana-Romano, Rodrigo Hucke-Gaete, Francisco A. Viddi, Devin Johnson, Alexandre N. Zerbini, Juan Morales, Bruce Mate & Daniel M. Palacios. https://www.nature.com/articles/s41598-021-82220-5 @centro_ballena_azul

@vivaverdeazul






ESSE ARTIGO CIENTÍFICO ME INSPIROU A SEGUINTE ABORDAGEM PEDAGÓGICA:




A atenção para com o oceano é necessária – a UNESCO declarou 2021 o início da Década para a Sustentabilidade do Oceano, que dá suporte à vida no planeta.


A vida marinha já bastante sobrecarregada pela poluição plástica, redes de pesca e pelos gases de efeito estufa gerados em terra, que têm tornado o oceano mais quente e mais ácido, é também impactada pelo tráfego marítimo, que além de representar riscos de derramamento de petróleo e cargas químicas, também contribuI com a poluição das águas por descartes e despejos, com emissão de gases de efeito estufa e com a poluição sonora encobrindo a comunicação das baleias entre as famílias, podendo afetar orientação, alimentação e o cuidado com os filhotes. Riscos de colisão. Os animais marinhos tentam coexistir.


O impacto do consumo reverbera em larga escala.

Quanto maior o consumo, maior a produção, a circulação comercial global e todos os impactos decorrentes.



E COMO ESSA ABORDAGEM DIALOGA COM A BNCC?


-Promovendo questionamentos: Qual é a nossa parte?

-Iniciando ações efetivas em terra : Ações locais reverberam de forma global!


Apesar da temática sobre meios de transporte constar de forma específica na BNCC nas habilidades para o 2o, 4o e 7o ano, uma análise atenta do artigo trazido, possibilita a percepção de várias camadas temáticas, que sob a óptica da sustentabilidade, podem ser aprofundadas.


Segundo a ONU, 80% da poluição marinha tem sua origem no continente e é transportada pelos rios até o oceano. Anualmente, 13 milhões de toneladas de resíduos plásticos chegam ao oceano.


-Tudo o que está sendo produzido e consumido no mundo é mesmo necessário?

-Faz sentido produzir alguma coisa que não possa ser reciclada?

-Produzir sem gerar lixo. Isso é possível?


Além do consumo consciente, as habilidades selecionadas buscam também discutir as alterações climáticas, promover a análise do impacto na biodiversidade local e global e o mais importante discutir iniciativas que promovam a regeneração dos ecossistemas, dentre elas a importância da preservação de áreas de proteção ambiental - que inclui áreas marinhas e a defesa de iniciativas que promovam a criação de novas áreas protegidas!


Precisamos de crianças e jovens com participação ativa e coletiva, gerando efeito multiplicador, como agentes de mudança!


Como influenciamos o oceano e como ele nos influencia?


Investigar os tipos de poluição, os impactos para a vida marinha e os efeitos da crise climática. Pensar soluções e estabelecer práticas na escola e na comunidade!


(EF01CI01) Comparar características de diferentes materiais presentes em objetos de uso cotidiano, discutindo sua origem, os modos como são descartados e como podem ser usados de forma mais consciente.


(EF02GE03) Comparar diferentes meios de transporte e de comunicação, indicando o seu papel na conexão entre lugares, e discutir os riscos para a vida e para o ambiente e seu uso responsável.


(EF03GE08) Relacionar a produção de lixo doméstico ou da escola aos problemas causados pelo consumo excessivo e construir propostas para o consumo consciente, considerando a ampliação de hábitos de redução, reuso e reciclagem/descarte de materiais consumidos em casa, na escola e/ou no entorno.


(EF04GE08) Descrever e discutir o processo de produção (transformação de matérias- primas), circulação e consumo de diferentes produtos.


(EF05GE10) Reconhecer e comparar atributos da qualidade ambiental e algumas formas de poluição dos cursos de água e dos oceanos (esgotos, efluentes industriais, marés negras etc.).


EF06GE11) Analisar distintas interações das sociedades com a natureza, com base na distribuição dos componentes físico-naturais, incluindo as transformações da biodiversidade local e do mundo.


(EF07GE06) Discutir em que medida a produção, a circulação e o consumo de mercadorias provocam impactos ambientais, assim como influem na distribuição de riquezas, em diferentes lugares.


(EF08CI16) Discutir iniciativas que contribuam para restabelecer o equilíbrio ambiental a partir da identificação de alterações climáticas regionais e globais provocadas pela intervenção humana.


(EF09CI12) Justificar a importância das unidades de conservação para a preservação da biodiversidade e do patrimônio nacional, considerando os diferentes tipos de unidades (parques, reservas e florestas nacionais), as populações humanas e as atividades a eles relacionados.



Por Claudia Lima

@colecaosomostodosviajantes


#EducaçãoAmbiental #EducaçãoParaSustentabilidade

46 visualizações
Siga-nos
  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon

© 2016 por Claudia Lima. Todos os Direitos Reservados

SELO CARBON FREE

Esta Coleção está inscrita no Programa de Compensação de Carbono por meio de plantio de árvores nativas da Iniciativa Verde.