Blog

Buscar

A DIFÍCIL SEMANA DE UMA BALEIA AZUL


“A avaliação de riscos e a definição de áreas prioritárias são de grande importância para espécies ameaçadas. O presente estudo teve como objetivo avaliar os fatores ambientais de seleção de habitat, áreas prioritárias para conservação e sobreposição com o tráfego de embarcações no norte da Patagônia Chilena, importante área de alimentação das baleias-azuis (Balaenoptera musculus). Os resultados do estudo apontam claramente as áreas específicas onde as ações de gestão são urgentemente necessárias, principalmente considerando o número indeterminado de colisões e os níveis de exposição ao ruído da região. Esta animação foi criada a partir dos dados de satélite e demonstram a dificuldade de uma baleia azul em se locomover dentro de uma área com grande tráfego de embarcações. O ponto azul é uma baleia em sua área de alimentação, tentando coexistir com as embarcações e constantemente evitando o tráfego pesado de navios e barcos no Golfo de Ancud, durante o período de 22 a 29 de março de 2019.” Título: Defining priority areas for blue whale conservation and investigating overlap with vessel traffic in Chilean Patagonia, using a fast-fitting movement model. Autores: Luis Bedriñana-Romano, Rodrigo Hucke-Gaete, Francisco A. Viddi, Devin Johnson, Alexandre N. Zerbini, Juan Morales, Bruce Mate & Daniel M. Palacios. https://www.nature.com/articles/s41598-021-82220-5 @centro_ballena_azul

@vivaverdeazul






ESSE ARTIGO CIENTÍFICO ME INSPIROU A SEGUINTE ABORDAGEM PEDAGÓGICA:




A atenção para com o oceano é necessária – a UNESCO declarou 2021 o início da Década para a Sustentabilidade do Oceano, que dá suporte à vida no planeta.


A vida marinha já bastante sobrecarregada pela poluição plástica, redes de pesca e pelos gases de efeito estufa gerados em terra, que têm tornado o oceano mais quente e mais ácido, é também impactada pelo tráfego marítimo, que além de representar riscos de derramamento de petróleo e cargas químicas, também contribuI com a poluição das águas por descartes e despejos, com emissão de gases de efeito estufa e com a poluição sonora encobrindo a comunicação das baleias entre as famílias, podendo afetar orientação, alimentação e o cuidado com os filhotes. Riscos de colisão. Os animais marinhos tentam coexistir.


O impacto do consumo reverbera em larga escala.

Quanto maior o consumo, maior a produção, a circulação comercial global e todos os impactos decorrentes.



E COMO ESSA ABORDAGEM DIALOGA COM A BNCC?


-Promovendo questionamentos: Qual é a nossa parte?

-Iniciando ações efetivas em terra : Ações locais reverberam de forma global!


Apesar da temática sobre meios de transporte constar de forma específica na BNCC nas habilidades para o 2o, 4o e 7o ano, uma análise atenta do artigo trazido, possibilita a percepção de várias camadas temáticas, que sob a óptica da sustentabilidade, podem ser aprofundadas.


Segundo a ONU, 80% da poluição marinha tem sua origem no continente e é transportada pelos rios até o oceano. Anualmente, 13 milhões de toneladas de resíduos plásticos chegam ao oceano.


-Tudo o que está sendo produzido e consumido no mundo é mesmo necessário?

-Faz sentido produzir alguma coisa que não possa ser reciclada?

-Produzir sem gerar lixo. Isso é possível?


Além do consumo consciente, as habilidades selecionadas buscam também discutir as alterações climáticas, promover a análise do impacto na biodiversidade local e global e o mais importante discutir iniciativas que promovam a regeneração dos ecossistemas, dentre elas a importância da preservação de áreas de proteção ambiental - que inclui áreas marinhas e a defesa de iniciativas que promovam a criação de novas áreas protegidas!


Precisamos de crianças e jovens com participação ativa e coletiva, gerando efeito multiplicador, como agentes de mudança!


Como influenciamos o oceano e como ele nos influencia?


Investigar os tipos de poluição, os impactos para a vida marinha e os efeitos da crise climática. Pensar soluções e estabelecer práticas na escola e na comunidade!


(EF01CI01) Comparar características de diferentes materiais presentes em objetos de uso cotidiano, discutindo sua origem, os modos como são descartados e como podem ser usados de forma mais consciente.


(EF02GE03) Comparar diferentes meios de transporte e de comunicação, indicando o seu papel na conexão entre lugares, e discutir os riscos para a vida e para o ambiente e seu uso responsável.


(EF03GE08) Relacionar a produção de lixo doméstico ou da escola aos problemas causados pelo consumo excessivo e construir propostas para o consumo consciente, considerando a ampliação de hábitos de redução, reuso e reciclagem/descarte de materiais consumidos em casa, na escola e/ou no entorno.


(EF04GE08) Descrever e discutir o processo de produção (transformação de matérias- primas), circulação e consumo de diferentes produtos.


(EF05GE10) Reconhecer e comparar atributos da qualidade ambiental e algumas formas de poluição dos cursos de água e dos oceanos (esgotos, efluentes industriais, marés negras etc.).


EF06GE11) Analisar distintas interações das sociedades com a natureza, com base na distribuição dos componentes físico-naturais, incluindo as transformações da biodiversidade local e do mundo.


(EF07GE06) Discutir em que medida a produção, a circulação e o consumo de mercadorias provocam impactos ambientais, assim como influem na distribuição de riquezas, em diferentes lugares.


(EF08CI16) Discutir iniciativas que contribuam para restabelecer o equilíbrio ambiental a partir da identificação de alterações climáticas regionais e globais provocadas pela intervenção humana.


(EF09CI12) Justificar a importância das unidades de conservação para a preservação da biodiversidade e do patrimônio nacional, considerando os diferentes tipos de unidades (parques, reservas e florestas nacionais), as populações humanas e as atividades a eles relacionados.



Por Claudia Lima

@colecaosomostodosviajantes


#EducaçãoAmbiental #EducaçãoParaSustentabilidade

50 visualizações